quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Determinação!!!

Maldita geometria concreta das cidades grandes, maldigo tuas formas impessoais, tua frieza de vidro e aço!!!

Se assim pudesse, fugiria de ti como dizem que, da Cruz, o Diabo foge; não cruzaria tuas avenidas; não encararia tua inóspita perspectiva; não miraria teu horizonte quebrado!!!

Se sou obrigado a percorrer teus caminhos, tuas artérias, então transgrido e o faço obliquamente!!!

Por rebeldia, talvez, ou por puro inconformismo recuso-me caminhar onde teus donos insistem em indicar; desobedeço, tanto quanto posso, tuas regras, teus mandamentos!!!

Sou um ser avesso a tuas retilíneas arestas; sou amante de curvas, sejam elas hiperbólicas ou parabólicas, sejam elas de qualquer natureza!!!

Se tuas faixas me indicam uma direção, não te obedeço e as atravesso de viés em passo firme!!!
.


Dessa maneira, nem mesmo tu, cidade fria de vidro, aço e pedra, mesmo tu, com tua monótona retidão, não serás capaz de dobrar-me!!!

Não serás capaz de deter-me em minha determinada marcha rumo às curvas de minha amada!!!

Nenhum comentário: