sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Só Por Uma Noite!!!

Seria só por aquela noite, ela prometeu!!!

.
Se conheceram ao acaso numa fila qualquer da Vida; começaram a conversar sobre frivolidades e, logo que estava chegando a vez dela, ela tomou a iniciativa de trocarem número de telefone; após se atendida ela se rumou para a saída não sem antes lhe dirigir um aceno acompanhado de um sorriso e de um beijo soprado!!!

Ele quase tropeçou ao responder ao aceno, ao sorriso e ao beijo soprado, mas achou normal a iniciativa dela, afinal os tempos são outros agora e a mulher não precisa ficar mais placidamente a espera da iniciativa masculina; quem sabe ele não tivesse conhecido uma dessas mulheres mais liberadas!!!

Surpresa maior para ele foi quando, no dia seguinte, ela lhe telefonou!!!

Disse que estava em cartaz apenas naquele dia um filme croata sobre um judeu de descendência finlandesa que, após se converter ao islamismo, passou a percorrer as estradas em um motor-home convertido em mesquita; além de surpreso com o convite, ele se sentiu um pouco apreensivo quanto a gostar do tal filme, pois não era chegado a filme "cabeça", mas, mesmo assim, aceitou e combinaram hora e local para se encontrarem!!!

O filme, é óbvio, não o agradou em nada; as únicas cenas que curtiu foram as panorâmicas nas estradas e as da casa de massagem tailandesa onde o judeu-finlandês-islamita vai parar tentando converter as massagistas!!!

Depois do cinema foram a um barzinho e, papo vai papo vem, mão-boba (de ambos) ora aqui ora acolá, ela o convidou para ir ao seu (dela) apartamento!!!

Achando que ganhara a sorte grande ele topou e, pegando um táxi onde as carícias deles quase causou um sério acidente, rumaram para o ninho do amor!!!

Já no elevador ela foi desabotoando a blusa e conduzindo a mão dele para seus seios; ao chegarem a porta do apartamento a dificuldade era acertar o buraco da fechadura, pois não desgrudavam um do outro, mas enfim entraram e foram direto para o quarto!!!

Pularam na cama em um frenético despir, ela lhe tirando a camisa; ele arrancando-lhe a blusa e a saia!!!

Foi nessa hora que ele ouviu a porta de entrada ser aberta!!!

.


Ela não havia contado que era casada!!!

Quando o marido chegou ao quarto, o sangue gelou em suas veias; o cara era maior do que ele, contudo não parecia estar zangado ou furioso, pelo contrário, estampava um leve sorriso!!!

Foi então que ela explicou que eles costumavam fazer isso; ela paquerava quem ela queria; podia transar com quem lhe agradasse, tudo com total aprovação do marido, desde que ele participasse também!!!

Ele deu uma esfriada como se tivesse tomado uma ducha fria, mas ela tentou animá-lo, tentou fazer com que ele topasse continuar pois estava cheia de tesão; ele relutou!!!

Seria só por uma noite!!! - ela prometeu, mesmo assim ele não aceitou!!!

Nenhum comentário: