segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Passividade!!!

Depois que ela conheceu aquele homem, ela viu que, no passado, fizera a escolha errada!!!

Se arrependeu de ter atrelado sua vida a uma situação irreversível, e agora o arrependimento a acompanhava por todo lado, em cada momento de sua vida!!!

Mas conhecer esse homem foi uma benção; ele passou a ser sua válvula de escape e, sem ele, seria impossível aguentar seu cotidiano, cotidiano resultante da escolha mal feita no passado!!!

Por vezes chegava a desejar uma mudança radical, mesmo que fosse resultante de uma tragédia, que a morte a ajudasse a redimir a escolha errada, e, angustiada, se arrependia de desejar isso para aquele que a acompanhou por um vida toda!!!

Mas o desejo por aquele homem que conhecera tardiamente falava mais alto e ela, mesmo com pesar, continuava desejando uma mudança!!!

.


Agora estava ela ali subindo as escadas em direção ao quarto que compartilhava com o marido como se estivesse subindo para um cadafalso encontrar seu carrasco!!!

Sua única alegria era que, enquanto o marido usufrui de seu corpo, o dono de seus pensamentos era aquele homem!!!


E era nele que pensava enquanto o marido se esforçava!!!

Nenhum comentário: