segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Música, Divina Música!!!

Assim que ele começou a tocar a plateia quedou-se em um profundo e respeitoso silêncio!

A maravilhosa melodia saída do piano no centro do palco inundava o todo teatro, das coxias ao balcão superior, todos os espaços naquele teatro ficaram plenos daquela música que inebriava os ouvintes!

Com dedos ágeis, o pianista percorria todas oitavas do teclado incitando as tensas cordas a produzir som que, de nota em nota, de acorde a acorde, resultava naquela música!

Todos na plateia mantinham os olhos fixos no pianista, nas suas mãos mágicas, como estivessem (e, de certa forma estavam) hipnotizados; nada mais viam, exceto as ágeis mãos em frenético movimento ao longo do caminho pavimentado de ébano e marfim!
.


Tão hipnotizados estavam que sequer notaram os finos cordões presos aos dedos do pianista e, se acompanhassem o curso desses cordões, veriam quem os manipulava!

Realmente, uma música divina como aquela que preenchia a todos só poderia ser executada com a ajuda também divina!!!

Nenhum comentário: