quinta-feira, 14 de novembro de 2013

M de mistério, de miragem, de mulher!!!

Misteriosamente ela apareceu em meio aquele vasto campo florido!!!

Olhando atentamente, ele viu que não era uma miragem, que era verdadeira aquela que, entre tantas flores daquele campo, emergia como se tivesse desabrochando, como um botão que ao se abrir recebia o banho de sol!!!


Ele ficou imaginando quem seria aquela mulher que, como um miragem, surgia aos seus olhos, mas que se mantinha velada como um mistério a ser desvendado!!!


Pensando bem, as mulheres, os mistérios e as miragens tem algo em comum, além, é claro, dos nomes começarem com a mesma letra!!!


As mulheres, por mais que tentamos conhecer seu íntimos, sempre são um mistério para a maioria dos homens; os mistérios, se revelados, perdem a graça e se mostram quase que uma coisa banal, óbvia, eles deveriam aprender com as mulheres guardar para si uma parcela e, assim, continuarem misteriosamente instigantes como elas são; as miragens devem ter aprendido um pouco dessa lição, pois quanto mais nos aproximamos delas, com a vã esperança de alcançá-las, mais elas se distanciam inalcançáveis aos pobres mortais, tal qual são elas, as mulheres, que, quando achamos ter desvendados seus doces mistérios, continuam mantendo seus segredos mais íntimos!!!


E foi assim, refletindo sobre tudo isso, que ele ficou ali, longe, admirando tanto a mulher quanto o mistério que ela deve guardar!!!


Nem de não ser uma miragem, ele não tinha a certeza, pois as miragens encantam!!!

E, pelo olhar dele, se podia ver que estava encantado!!!


.

Nenhum comentário: