domingo, 17 de novembro de 2013

Fuga!!!

Sob qualquer prisma que se olhasse aquela família se veria que era uma família comum, podendo-se dizer que beirando a mediocridade, mas havia uma exceção: um dos filhos!!!

Desde cedo, ao aprender a ler e descobrir os livros, ele se refugiava neles e através deles mergulhava em universos diversos daquele que, por circunstâncias do destino, era obrigado a conviver; essa fuga o afastava cada vez mais do resto da família que, por ele não se integrar ao cotidiano dela, o considerava quase um estranho!!!

Com o tempo, ele foi tomando consciência do que não queria, do que não seria e como faria para manter-se no caminho escolhido; resolvera que não seria como os demais!!!

Alheio aos apelos para que participasse das brincadeiras usuais para a sua idade, ele escolhia um canto sossegado na companhia de um ou dois livros para ler e escapar daquela realidade que o oprimia!!!

Esse seu interesse não era a única coisa que o diferenciava dos outros, sua resolução em estudar, chegar a um curso superior e se formar também causava estranheza aos demais, pois logo assim que chegavam à adolescência não queriam mais estudar e sim trabalhar para terem uma ilusória independência, doce ilusão que logo viam ser impossível, porém, sem outra opção, acabavam se resignando a uma vida comum, quase beirando a mediocridade e assim perpetuando um modo de não vida, mas que era a única que conheciam e que lhes era possível!!!

Ele, porém, havia descoberto, a tempo, uma alternativa!!!

Manteve-se firme, lutou para concretizar seu sonho, conseguir se formar e partiu, pois, a cada conquista, ele se tornava cada vez mais estranho ao restante da família que logo começou a classificá-lo de louco, de esnobe, pois queriam que ele se igualasse a eles, no entanto ele continuava firme no caminho que escolhera!!!

Anos se passaram desde a partida dele; só sabia dos outros por telefonemas esparsos e formais quando lembravam dele em alguma data especial!!!

Então aconteceu que ele teve que retornar por uns dias ao antigo lar, encontrou tudo igual como antes, a mesma realidade comum, quase beirando a mediocridade!!!

No início, talvez devido a longa ausência, trataram-no formalmente, até mesmo com alguma cordialidade, porém logo tudo voltou ao que era antes, pois havia um abismo entre eles; um abismo intransponível para os outros, mas que todos achavam que para ele seria fácil transpor, afinal descer de nível aparentemente é mais fácil do que elevar-se a um nível acima da capacidade da pessoa; passaram a cobrar isso dele e, como ele não cedeu, voltaram a atacá-lo chamando de louco, esnobe e outras coisas mais!!!

Queria fugir dali, queria partir, retomar seu caminho, mas aquela era a única família que tinha e, ao continuar convivendo com ela, passou a se sentir como querendo sair de um poço profundo sem conseguir alcançar a borda!!!

Mesmo diante das dificuldades, ele não desistiria, continuaria lutando, pois se parasse se tornaria mais um medíocre e isso ele não conseguiria ser!!!


.


Nenhum comentário: