segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Dever cumprido!!!

Por força de um dever à pátria, ele se alistou!!!
Para cumprir bem seu papel de soldado, ele se empenhou nos treinamentos!!!
Por determinação de seu presidente, ele foi lutar numa guerra que não era sua!!!

Tentou fazer o melhor; tentou dar tudo de si, não queria decepcionar a pátria, ao exército ou ao seu presidente; tentou ser o melhor, o mais bravo; tentou lutar com honra, até o momento que aconteceu dele cair!!!

A bala do inimigo que não era seu, mas que, supostamente, era inimigo de sua pátria, do seu exército, do seu presidente, entrou certeira em seu coração e ele caiu!!!

Nesse momento, não havia pátria (uma porção de terra do outro lado do planeta), não havia exército (um bando condicionado a lutar sem questionar), não havia seu presidente (um ser inacessível instalado confortavelmente em luxuoso gabinete cercado de seguranças), enfim, não havia alguém que pudesse lhe segurar a mão nesse momento derradeiro; e ele ficou caído!!!

Até quando o homem terá que lutar guerras que não sejam dele?
Quantos ainda cairão para que isso termine?

Quantos mais haverão de chorar, solitariamente, seus mortos?

A que ponto vai chegar a imbecilidade humana que se diz racional?


.


Nenhum comentário: