domingo, 17 de fevereiro de 2013

Sonho irrealizado!!!

Desde o início se percebia que nasceram um para o outro, os mesmos interesses, os mesmos gostos, e até mesmo algumas manias eram idênticas em ambos!!!

Tudo começou com trocas de mensagens via rede social, daí para conversarem pelo Skype foi um pulo, no início só no áudio e depois, com mais confiança entre eles, resolveram abrir a cam!!!

Ao se verem assim dinamicamente, sem ser a imagem estática das fotos nos álbuns, confirmaram o encanto mútuo que, mesmo estaticamente, as fotos haviam proporcionado!!!

E encantados, resolveram ser a hora de se encontrarem!!!

Como viviam em cidades vizinhas, como Rio e qualquer cidade da Baixada, Brasília e qualquer cidade satélite ou São Paulo e qualquer cidade da periferia, esse encontro real foi facilitado, bastava encontrarem uma brecha em seus afazeres que se realizaria o tão sonhado encontro!!!

Com o encontro, os laços que os uniam foram ficando mais estreitados, as descobertas foram acontecendo, as arestas sendo aparadas e, cada vez mais, um tendo a certeza de ter finalmente encontrado a sua cara metade no outro!!!

Namoraram por algum tempo e ora ela passava o fim de semana na casa dele ora era o contrário, chegando ao ponto de abrirem espaços nos armários para a roupa do outro e, no banheiro dele, a escova de dentes dela já tinha lugar certo e no dela, lá estava a dele!!!

Devido a afinidade, o assunto "casamento" era quase uma consequência natural, mas foi nesse momento que começou a crise!!!

Ela, sonhadora, desejosa de entrar na igreja finamente decorada com um belo vestido de noiva, insistia no assunto!!!

Ele, acostumado a vida de solteirão e ainda por cima ateu, sofria calado toda vez que o assunto surgia, mas, sem coragem de revelar seu conflito interior, nada falava e deixava que o tempo trouxesse uma solução!!!

E a solução não veio e que veio foi o dia da cerimônia!!!

Igreja cheia dos amigos e parentes de ambos, a expectativa no ar, padrinhos posicionados, a noiva na porta e ele no altar e, foi nessa hora, quando ela deu o primeiro passo em sua direção, que ele surtou!!!

Desceu desesperado do altar, percorreu em velocidade o corredor e, ao chegar junto à noiva, parou o suficiente para dizer que a amava, mas não conseguiria casar!!!

Fugiu pela rua gritando: "Não posso, não posso, não posso!!!"

Ela, ali parada e sem ação, ficou ouvindo os gritos ficarem cada vez mais longe e, quando parou de escutá-lo, caiu na real e, diante dos cochichos dos convidados,se sentiu envergonhada e também saiu correndo pela rua sem rumo até chegar a uma estação!!!

Embarcou no primeiro trem sem nem mesmo saber o destino dele!!!
 
 

Nenhum comentário: